quinta-feira, setembro 22, 2016

O Amor da Primeira Casa

Lembram se daquele sótão que partilhei AQUI ? 

A mana bateu asas e saiu do ninho dos seus pais, neste ultimo ano a vida sorriu lhe e finalmente alcançou o maior dos seus sonhos, constituir a  sua própria família.
A vida trouxe lhe  um anjo, a sua filha Maria Victoria .

O casal decidiu que a melhor opção para um inicio de vida seria o aluguer de uma casa  e assim encontraram um espaço, que apesar de pequeno mas  acolhedor preenchia os seus requisitos . 

 O objectivo desta sessão  fotográfica foi ficar com a recordação do que fora a sua primeira Casa, já que neste momento não é ai que moram .

A casa foi decorada com muitos objectos  que já haviam de ambas partes e foi giro ver o que acontece quando dois mundos se fundem e criam um único espaço chamado Lar .

Ficam aqui também algumas dicas de decoração e reciclagem, que podem ajudar na hora de decorar um espaço que apesar de não ser nosso, não possa deixar  de ter o nosso cunho pessoal . 


O abajour feito com um garrafão .

As suculentas em plástico, não são nada mais do que duas argolas de guardanapo da ZARA HOME e o prato um marcador de mesa da loja CASA.

A cómoda que estava no seu quarto de dormir serve agora de móvel da TV .


A panela antiga dos avós serve de pote ,bastou fazer uns furos na base .


" Mana tira uma foto desta vista, que não quero me esquecer "



Ele apaixonado pela musica



Na sala de jantar uma mesa e quatro cadeiras vindos da casa do avô, vintage lindas .


A cozinha  



No corredor uma gallery wall  que marca a sua veia de viajante, é uma cidadã do mundo .
O banco anteriormente á beira da cama serve de apoio a quem sai e a quem chega . 


Na casa de banho apesar de ter um espelho feio, com uns adereços fez se luz .
O banco em madeira é mais um daqueles objectos vintage que prendeu o meu olhar .

O Quarto de casal com o berçário





A Maria Victoria que por esta altura já está maior do que este peluche ;)


Resta me deixar muitas felicidades para o futuro desta família e quem sabe um dia mostro aqui a sua nova casa !

Fiquem com DEUS 
grande bj
Lulu

sábado, agosto 27, 2016

Home sweet home

Daqui sentada olho pela janela e vejo ainda muito preto.O fogo andou aqui perto mas felizmente fomos poupados, ficarei eternamente grata por ainda ter a minha casa as minhas coisas .
A Madeira não ardeu toda,a Mãe Natureza irá tomar o seu percurso natural e quem sabe na próxima Primavera o preto se torna verde .
Somos um povo resiliente e jamais baixaremos os braços .Há uma onda de ajuda que me faz ter esperança que dias melhores virão e a LUZ irá ser sempre maior que a escuridão .


Quando se está na eminencia de se perder o que se tem, de repente tudo parece ter mais valor.
Depois do choque há mesmo que voltar ás rotinas e tentar apagar da mente o que poderia ter sido e não foi .
Dei uma voltas aqui em casa ou melhor dizendo mudei algumas coisas de lugar, fiz umas reciclagens 
Depois foi pegar na maquina e pela lente captar com outros olhos o que no dia a dia fica por ver .Quem tem o gosto pela fotografia sabe do que falo .
Emoldurei a foto acima da minha filha com  uma minúscula flor sempre que olho traz me  esperança .


As almofadas recicladas com roupas que já foram da filhota.

O saco em palhinha que veio de oferta com uma revista e que entretanto o Thor roeu .
Transformou se num cesto para colocar as espadas de São Jorge 
Diz se que esta planta tem o poder de neutralizar as más energias.
A base de cortiça outrora de uma taça para servir á mesa, decora a mesa de entrada .
O candeeiro é outro pois o que aqui havia  partiu se e fizemos um novo com um garrafão em vidro.



Está tudo mais ou menos igual ,talvez um pouco mais neutro mais simples pois é assim que quero viver a minha vida .
Depois de ter saúde, uma boa consciência não há com ter um lar confortável, é tão bom  voltar a casa .Agradecer todos os dias este  pedacinho de mundo que me faz tão feliz .
Fiquem com DEUS
bjs
Lulu


domingo, julho 31, 2016

Deste Mês de Julho

É certo e sabido que não há maneira de controlar tudo na vida, as coisas acontecem porque assim tem de ser .
Não sou diferente de ninguém, nem sempre aceito tudo de braços abertos .Há momentos de dor, de raiva, de desespero .E só depois de me ENTREGAR E ACEITAR, tudo então parece mais claro menos intenso e problemático .

E para isto não há nada melhor do que um dia atrás do outro sem expectativas e sem planos (e custa me viver assim já que um dos meus maiores defeitos é ser controladora) .

É um processo, e é com certeza uma  das tais coisas que ainda ando a aprender .

Nestes momentos isolo me  do mundo, volto me para dentro e rodeio me simplesmente do que me faz bem ,de quem me traz TRANQUILIDADE, PAZ .

Cada vez mais custa me menos dizer que NÃO, e cada vez mais pouco me importa o que pensam de mim e da minha maneira de SER.

Ás vezes é preciso viver se  numa espécie de bolha, pois só assim se consegue muitas vezes voltar a nos ENCONTRAR.

A Natureza é minha aliada no toca a APAZIGUAR ,e os fins de semana têm sido um reforço para carregar as minhas baterias e enfrentar o dia a dia com mais ALEGRIA .
As imagens enchem me o coração e fazem me pensar que é muito bom viver aqui nesta ILHA LINDA e CUIDAR do que mais PRECIOSO tenho a minha família.

Lá fomos de mochila ás costas e maquina fotográfica ao pescoço, descobrir mais um lugar nesta ilha multifacetada, com um sul tão desenvolvido e um norte quase intacto .

A Levada do Castelejo faz se muito bem com uma criança e se houver qualquer tipo de perigo consegue se sempre voltar para trás .




No domingo passado apareceu a oportunidade e lá fomos de catamaran  para a Fajâ dos Padres .Um dos lugares mais bonitos desta ilha onde só poderemos chegar de barco e agora de teleférico .
Aqui há casas para alugar ,um restaurante, plantações e um mar tão límpido e fresco,que é mesmo considerado um bocadinho de paraíso.
Vale a pena vir á Madeira e dar um saltinho aqui . 









É por isto que vale a pena PARAR,DESACELARAR E AGRADECER, tudo o que temos e mesmo o que não temos .
O mês de Agosto avizinha se com novos desafios, mas sempre com a oportunidades de escolha entre encolher os braços ou abraçar a vida.
Haja SAÚDE e FÉ porque aqui estarei .
Abraço de LUZ
Lulu